Homepage
 
 
 
História da Raça


Julga-se que poderá ter a sua origem em Molossos provenientes da região da Ásia Menor.

O certo é que dada a sua corpulência e valentia foram utilizados por tribos cuja subsistência dependia da pastorícia, desempenhando um papel fundamental neste tipo de comunidade.

Com o aparecimento do fenómeno designado por transumância, o qual levou à deslocação temporária de grandes rebanhos, verificou-se que estes se encontravam expostos a vários perigos durante as grandes caminhadas. No trajecto que efectuavam no Verão para as montanhas e no Inverno para as planícies, os rebanhos eram sempre acompanhados por cães de grande corpulência, o que terá dado origem à sua disseminação ao longo do percurso de região para região.

Assim se explica o surgimento deste poderoso cão na planície Alentejana, o qual a partir de finais do século XIX passou a ser designado por Rafeiro do Alentejo.


 
Para mais informações sobre características físicas e estalão da raça visite www.cpc.pt

 
 
© Copyright 2021 Rafeiro do Alentejo - Todos os Direitos Reservados
 
Uma criação 
DÉCIMO.pt